Pela Promoção dos Direitos das Juventudes

Rede Ecumênica da Juventude (REJU)

Notícias

6º Seminário Nacional de Teologia da Libertação e Educação Popular

Passados mais de 120 anos da abolição da escravatura, somos um país no qual metade da população (50,3%) é considerada negra (IBGE, 2010). A população afro-descendente, no entanto, representa mais de 70% da população mais pobre. No mercado de trabalho, com a mesma qualificação e mesma escolaridade, uma pessoa negra recebe em média quase a metade do salário pago a uma pessoa branca. Em nossas cidades, mais de dois terços dos jovens assassinados entre 15 e 18 anos são negros.

Negras e negros são quase ausentes nas universidades públicas. Apesar dessa realidade ainda causa polêmica ações afirmativas como a política de cotas.Por outro lado, a população branca sente-se pouco incomodada quando o assunto é racismo. Muita gente, apoiada numa racialidade neutra, não nomeada, simplesmente agradece a “sorte” de ter nascido branca. Sem outros questionamentos, pode usufruir dos privilégios da branquitude. Por tudo isso, o problema racial no Brasil deve ser discutido como um problema das relações entre negros e brancos, pois sua solução envolve os dois grupos. Relações étnico-raciais interessam àquelas pessoas que lutam por uma vida digna e plena para toda a população.

Se você ficou incomodado/a com estas informações, não pense duas vezes! Venha participar do Seminário e, em conjunto, refletir a temática sob a ótica da Educação Popular e da Teologia da Libertação.

 Data: 27 a 29 de agosto de 2010.
 Local: Centro Mariápolis - São Leopoldo/RS.
 Taxa de inscrição: R$ 50,00 (inclui alimentação e hospedagem).
 Mais informações no site www.ceca-rs.org
Seminário