Pela Promoção dos Direitos das Juventudes

Rede Ecumênica da Juventude (REJU)

Notícias

A REJU terá nova facilitação nacional!

20-06-2014

GT de transição

A Rede Ecumênica da Juventude (REJU) escolheu para sua nova facilitação nacional, após um importante e interessante período de indicações e diálogos, a jovem Edoarda Scherer, que integra a REJU-RS. 

A mudança da facilitação - que foi ocupada por Daniel Souza (REJU-SP) - acontecerá em agosto de 2014, na reunião anual do Fórum Ecumênico ACT Brasil (FEACT)

Biografia de Edoarda Scherer:

Edoarda Sopelsa Scherer, 23 anos, iniciou a sua caminhada no movimento paroquial CLJ (Curso de Liderança Juvenil) da Paróquia Santo Antônio de Estrela, RS, da Diocese de Montenegro, da ICAR, em 2006, integrando a articulação do Setor da Juventude na mesma diocese entre os anos de 2008-2010. Simultaneamente com a atuação na ICAR cursou o Magistério, tendo participado das atividades propostas na linha da juventude e ecumenismo do CECA (Centro Ecumênico de Capacitação e Assessoria), ao qual é associada. É contato, no Brasil, da FUMEC-ALC (Fundação Universal dos Estudantes Cristãos da América Latina e do Caribe), e referencial do ecumenismo da Diocese de Montenegro, integrando o CREDEIR (Comissão Regional para o Ecumenismo e Diálogo Inter-religioso), da CNBB Sul III. Integra a coordenação da PASUNE (Pastoral Universitária Ecumênica). Participa da REJU desde o início de sua articulação, em 2008, na região sul do Brasil, sendo, atualmente, facilitadora da REJU Sul e acadêmica de Direito do Centro Universitário UNIVATES, em Lajeado, RS. Integra o Comitê Nacional de respeito à Diversidade Religiosa SDH/PR. 

Informações sobre o processo:

a) Fevereiro: composição de um Grupo de Trabalho para acompanhar e encaminhar o processo, definido em uma reunião de facilitador@s regionais. O GT teve a tarefa de acolher as sugestões enviadas pel@s integrantes da rede, bem como de colaborar na transição e em outros encaminhamentos do processo de escolha da nova facilitação nacional;

b) Maio: lançamento do processo de indicação. Para isto, foram elaborados critérios que orientaram a escolha; 

c) Junho: escolha d@ facilitador@, que se deu por consenso no Grupo de Trabalho, a partir das indicações e da análise da caminhada da rede e do perfil esperado;

d) Julho/Agosto: transição para a nova facilitação.

A REJU terá nova facilitação nacional!