Pela Promoção dos Direitos das Juventudes

Rede Ecumênica da Juventude (REJU)

Notícias

A REJU veste-se de branco no enfrentamento aos casos de intolerância religiosa

Ao vestirmos o branco, denunciamos as violações de direitos humanos e unimos forças para superação das intolerâncias e desigualdades que estruturam nosso mundo. Casos como o da menina Kailane Campos, candomblecista, apedrejada na saída de um culto no Rio de Janeiro, e da Iyá Dedé de Oyá, falecida após um infarto fulminante que teria como principal causa a perseguição sofrida desde que uma igreja dita evangélica se instalou em frente ao terreiro na Bahia, e diversos outros que a mídia não divulga, mostram a necessidade da criação de um Estado Laico de fato.

Assim como Bàbá Òsàlá, Òrìşà da criação humana,da paz e dos céus, há momentos que temos que ser Oxalufã; serenos, mediadores, sábios...E há momentos que temos que ser Oxaguiã; jovem guerreiro, agente de transformação de nossa sociedade na criação de outro mundo possível, plural, diverso e fraterno.

Basta de fundamentalismo religioso!
Basta de intolerâncias e preconceitos com as religiões de matriz africana e afro-brasileiras!

Nós da Rede Ecumênica da Juventude estamos juntas e juntos, na promoção de direitos das juventudes, na efetivação de um Estado Laico e na superação das intolerâncias.

E ní Bàbá jo Òsòginyón "Venha até nós Pai Oxaguiã" ... E ní Bàbá jo Òsòlúfón "Venha até nós Pai Oxalufã"... para dar proteção e sabedoria ao povo de Àṣẹ, até que nossos cultos sejam respeitados e livres de fato.

Àṣẹ, Amém, Awere, Aleluia, Gasshô, Shalom!

Texto: Alexandre Magno da Glória -REJU  

A REJU veste-se de branco no enfrentamento aos casos de intolerância religiosa