Pela Promoção dos Direitos das Juventudes

Rede Ecumênica da Juventude (REJU)

Notícias

​Carta aberta à juventude catarinense

2-02-2016

No dia 30 de janeiro, jovens de diversas entidades e movimentos de juventude de Santa Catarina reúniram-se em Jaraguá do Sul para debater a criação do Conselho Estadual de Juventude, além de repercutir experiências das conferências Estadual e Nacional, realizadas em 2015, e conversar sobre políticas públicas para juventude no país.

Diante da necessidade de unificar forças das juventudes catarinenses visando o protagonismo da sociedade civil no Conselho, foi criada uma Frente entre as instituições representadas na reunião para acompanhar o processo de criação do órgão e mobilizar a juventude catarinense, a fim de garantir o atendimento das demandas em comum dos grupos organizados.

A reunião deliberou a organização de três grupos de trabalho: 1) o legal, cuja atribuição é analisar a legislação do Conselho e discutir propostas de mudanças na composição com base nas demandas estipuladas pelo grande grupo; 2) o de comunicação, responsável por replicar as ideias da rede ao público e divulgar as atividades organizadas; e 3) o de organização, com atribuição de mobilizar a juventude catarinense no processo de criação do Conselho e assegurar a devida representação, diversidade e pluralidade dos jovens do Estado em todo o processo.

É importante ressaltar que cada grupo de trabalho e a rede como um todo estão abertos para a participação de mais pessoas e movimentos, inclusive aqueles que não estavam representados na reunião.

Ficou agendada uma segunda atividade a ser realizada no dia 27 de fevereiro em Balneário Camboriú, às 10h, em local ainda a ser informado. O propósito dessa reunião será discutir encaminhamentos ao Fórum Estadual da Juventude, que está em vias de ser convocado pelo governo do Estado e é a instância de eleição dos futuros conselheiros.

As organizações representadas nessa rede cobram a convocação do Fórum Estadual da Juventude para eleger os integrantes do Conselho no prazo legal (em até 60 dias após a aprovação da lei que cria o órgão, a qual ocorreu em 8 de dezembro de 2015 pela Assembleia Legislativa), o respeito por parte do governo do Estado às demandas da sociedade civil em todo o contexto e o diálogo entre entidades governamentais e não-governamentais que evite um processo antidemocrático e garanta a participação das juventudes de Santa Catarina na execução de políticas públicas para o setor.

Entidades representadas:
Aliança Bíblica Universitária do Brasil - Grupos Base de Florianópolis, Joinville e Blumenau
Centro Acadêmico de Direito/Univille
Conselho Municipal de Juventude de Balneário Camboriú
Conselho Municipal de Juventude de Jaraguá do Sul
Conselho Municipal da Juventude de Palhoça
Diretório Acadêmico Nove de Março/Udesc
Diretório Central de Estudantes do IFC Camboriú
Empresa Jr. Consultoria FMP
Juventude Socialista - PDT/SC
Juventude do PT de Santa Catarina Juventude Quilombola do Morro do Boi
ONG Engajamundo
Prefeitura Municipal de Palhoça
Presidenta da Câmara Mirim de Balneário Camboriú
Presidente do Diretório Central de Estudantes/Univille
Rede Ecumênica da Juventude
União Brasileira de Mulheres - Jaraguá do Sul
União Brasileira dos Estudantes Secundaristas
União Catarinense dos Estudantes União Nacional LGBT - Jaraguá do Sul
União da Juventude Socialista
União dos Jovens Pastores Evangélicos de Balneário Camboriú

juventude conselho políticas públicas santa catarina