Pela Promoção dos Direitos das Juventudes

Rede Ecumênica da Juventude (REJU)

Notícias

Como assim, 5776?

13-09-2015

Nesse último domingo, 13, demos início ao Rosh Hashaná (ano novo judaico) de 5776. Dizem nossos sábios que essa data deveria ser comemorada por todos os povos, já que, o ponto central da festa é a comemoração do aniversário da humanidade. Rosh Hashaná, em sua tradução literal significa "cabeça do ano", onde Deus é coroado como Rei e voltamos a ser cabeças, liderando nossas vidas.

Um dos símbolos que marcam essa comemoração é o shofar, um instrumento rústico feito de chifre de carneiro ou antílope, que tocamos durante o último mês, Elul, afim de nos fazer acordar e comemorar o Ano Novo. Também, em todas as comemorações podemos ver maçã com mel, uma antiga segulá (simpatia), onde comemos e dizemos - Shaná Tová Umetucá (um ano bom e doce).

Rosh Hashaná também indica que o tribunal celeste já está posicionado afim de julgar nossos atos, sendo eles bons ou ruins. É tempo de meditação e arrependimento, no qual rezamos e pedimos que Deus nos inscreva no Sefer HaHaim (livro da vida).

Como forma de comemorar esse novo ano que se inicia, eu peço, não a Deus, mas aos aniversariantes - o homem e a mulher, hétero ou homossexual, cis ou transsexual, para que melhoremos e nos atentamos cada dia mais em construir um ano verdadeiramente bom - que não haja sofrimento nas aldeias indígenas, bom também para o negro batalhador que mora em situações de risco, onde a PM assassina os busca e os dizima, às travestis, que morrem sem quase ninguém importar. Que seja também doce - doce para a pessoa homossexual que muitas vezes sofre o amargor da rejeição familiar, pelos pais e pelas mães que sofrem quando perdem seus filhos vítimas das drogas e da falta de amor.

Que 5776 façamos muito mais!

LeShaná Tová - Para um ano bom!

Hazan Camilo Zayit

Sinagoga Bnei Abraham - São Paulo.