Pela Promoção dos Direitos das Juventudes

Rede Ecumênica da Juventude (REJU)

Notícias

Em luto e luta: pelo legado da democracia e reafirmação de direitos

A Rede Ecumênica da Juventude, REJU, nasce da perspectiva de potencializar juventudes de variados segmentos sociais, políticos e religiosos, em uma agenda comum que promove de maneira ampla o amparo e a consolidação de direitos conquistados de um processo constituinte. Tal processo foi fruto de uma resistência histórica - às custas de muita luta e sangue - do período da ditadura militar, quando o movimento ecumênico brasileiro teve papel fundamental na defesa da dignidade.

Nossas juventudes, hoje, assistem a mais um golpe que fere a nossa frágil democracia; mas não perturba a nossa esperança de ser testemunho vivo na afirmação da vida.

Afirmamos nossa contínua luta em dar voz a estes corpos subalternos: negras e negros, mulheres, LGBTT, indígenas, quilombolas, juventudes das periferias e ribeirinhos, religiosos e religiosas, que necessitam de garantia e proteção para sua manifestação religiosa, em específico as religiões de matrizes africanas. Afirmamos nossa busca e promoção de espaços para o diálogo. E, afirmamos nossa resistência a qualquer tentativa de violação de direitos consagrados por nossa já ferida, porém, não falecida, constituinte.

Que a política renasça em seu sentido mais amplo e sobressaia a esquemas estritamente excludentes, que colocam uma minoria detentora do poder sobre a maioria ainda não representada.

A todos e todas defensores do crescente fundamentalismo, ressaltamos: terão um contraponto. Não estão sozinhos ou sozinhas no campo de disputa religiosa e social. Aqui estamos como jovens, religiosas e religiosos de diferentes expressões e espiritualidades e também jovens que não professam nenhuma fé, defensores da justiça. Nos colocaremos nestes espaços, no contraponto, na discussão, no debate contínuo de formação, no fortalecimento de uma rede nacional, alertando, denunciando e não tolerando a mínima violação da dignidade humana no Brasil.

Rede Ecumênica da Juventude, Brasil, setembro de 2016.