Pela Promoção dos Direitos das Juventudes

Rede Ecumênica da Juventude (REJU)

Notícias

REJU participa de Audiência com a Presidenta Dilma

Na quinta-feira, 10 de abril, a presidenta Dilma Rousseff se reuniu em Brasília (DF) com 28 lideranças juvenis de movimentos sociais e organizações da sociedade civil, das mais diferentes áreas - muitos ligados à Jornada de Lutas da Juventude, como a REJU - que vem, ao longo de anos, pensando e discutindo pautas de juventudes. Este encontro contou com a participação de novas expressões juvenis como representantes do rolezinho e Movimento Passe Livre. O encontrou durou cerca de duas horas e, além de Dilma, participaram outros representantes do governo, como o ministros Gilberto Carvalho (Secretaria Geral da Presidência da República) e Henrique Paim (Educação), além de Severina Macedo, secretária nacional de Juventude.


Dilma iniciou o encontro agradecendo a presença de todas as lideranças juvenis presentes e explicou que esse era o terceiro encontro em dois anos para ouvir as demandas e pensar sobre os desafios que a juventude tem que enfrentar no Brasil. A presidenta falou ainda sobre o Marco Civil da Internet, que tramitava no Senado, e sobre seu empenho para que fosse aprovado no legislativo e sancionado durante a reunião Arena NETMundial, que aconteceu entre os dias 23 e 24 de abril em São Paulo.

Após a sua fala, Dilma passou a palavra às lideranças juvenis. Sete líderes falaram por cinco minutos cada. As principais pautas levantadas pelo grupo foram a reforma política, a democratização dos meios de comunicação, o enfretamento ao extermínio da juventude negra do Brasil, a desmilitarização da polícia, a violência contra as mulheres e a qualidade da educação no País.

Além desses pontos, as lideranças jovens também colocaram em pauta o Estatuto da Juventude e a institucionalização das políticas públicas de juventude, redução da maioridade penal, drogas e redução de danos, mobilidade urbana, combate à homofobia, espaço de cultura, lazer e esporte na periferia.

Apesar dos desafios e questões levantadas, as lideranças também reconheceram os avanços nos últimos dez anos nas políticas de juventude por parte do governo federal.

Respostas de Dilma


A presidenta Dilma Rousseff falou sobre a lei que destina 75% dosroyaltiesdo Petróleo para a educação, aprovada, segundo ela, graças à manifestação de mais de um milhão de pessoas, que foram às ruas reivindicar melhorias para o setor.

Dilma cobrou mobilização da juventude e disse ser importante que o povo ocupe as ruas para pressionar o Congresso Nacional pela aprovação da reforma política. Frisou que as manifestações devem ocorrer sem violência, tanto por parte do Estado quanto por parte dos manifestantes, dizendo ser inadmissível que trabalhadores jovens morram em protestos.

A presidenta afirmou que é preciso investir na formação de professores, repensar os currículos e lutar por uma educação de qualidade. Ela concluiu dizendo que é pela educação que a transformação é possível e que diversas questões sociais brasileiras serão resolvidas.

Durante sua fala, Dilma assumiu um maior compromisso com o Programa Juventude Viva, de enfrentamento à violência contra os jovens moradores de periferia, especialmente os negros e pobres, destacando a necessidade combate ao racismo, em especial durante a Copa do Mundo, período em que esse tema será trabalhado de modo estratégico pelo governo, dando visibilidade à questão.

Dilma Rousseff Lutas da Juventude